Agradecemos sua visita. Aproveite e cadastre-se gratuitamente como seguidor ou seguidora.

Aqui a Matemática é Simples e Descomplicada! Acesse, comente e compartilhe nossos artigos.
Hoje é


Será que duas retas paralelas se encontram no infinito? Veja nossa opinião e deixe seu parecer sobre isso! :→

Translate

domingo, 8 de abril de 2018

As Bases da Matemática!

Conhecer as bases da matemática é um fator fundamental e essencial para o entendimento e aprofundamento em muitos conceitos da matemática. Algumas pessoas e estudantes já ficaram frustados quando tiveram enormes dificuldades em assimilar muitos conteúdos matemáticos. Mas, saiba porque isso ocorre frequentemente e como podemos planejar os estudos e driblar essas dificuldades. 
Existem algumas fórmulas, teorias, teoremas, entre outros conteúdos matemáticos que exigem dos estudantes um aprofundamento e conhecimentos previamente adquiridos que são pré requisitos para podermos prosseguir e assimilar alguns conceitos mais elaborados. Provavelmente isso se dá quando estudamos exaustivamente e não entendemos nada e achamos alguns desses conteúdos abstratos, absurdos ou até mesmo de difícil discernimento. Também observamos essas dificuldades quando queremos aprender a qualquer custo, sem seguirmos uma ordenação correta e lógica, ou porque temos pressa e falta de tempo para nos prepararmos adequadamente para o aprendizado, isso nos leva fatalmente a erros e dificuldades de assimilação e entendimento dos conteúdos da disciplina. Esse fato ocorre porque certamente o estudante menos atento, pulou etapas nesse propósito ou porque quis entender algo sem o aprofundamento necessário, por contar com pouco tempo de estudo e preparação, seja em provas, concursos, vestibulares ou qualquer outros testes de conhecimentos. 

Se você quer aprender matemática, deve começar pelo básico, ou seja dominar primeiramente os conteúdos chamados básicos dessa disciplina, e mais ainda, tem que ter vontade de estudar, se interessar e gostar de números, fórmulas práticas, evidências e representações geométricas, inclusive observar alguns padrões numéricos. Depois, evidentemente deverá planejar seus estudos, dedicar um tempo pré-definido para essa atividade, reunindo todos materiais de estudo, assim como praticar os conteúdos estudados, e isso só é possível fazendo os exercícios para entender os conhecimentos inerentes. Quando surgirem as dúvidas, aconselhamos que não prossiga e procure sempre a ajuda com um amigo mais experiente, um professor da escola do bairro ou até mesmo pode usar a internet. Existem muitos fóruns e páginas que são dedicadas para sanar eventuais dúvidas e questionamentos que podem nos ajudar em muitas de nossas dificuldades. Se deixar para voltar e entender posteriormente, pode ser que não obtenha exito em seus estudos. Com certeza sempre existe alguém disposto a ajudar e incentivar quem tem boa vontade e se esforça para aprender embora tenha dificuldades em seus estudos.

É possível aprender matemática em qualquer idade, mesmo aquelas pessoas da terceira idade também têm capacidade para isso. E, ainda mais resolver os problemas fazem muito bem para a saúde da mente e torna essas pessoas mais ativas e saudáveis, dizem os especialistas em saúde psicológica e mental. São os idosos e as crianças os mais beneficiados com a matemática, as crianças porque vão se desenvolver ainda e os idosos porque devem continuar exercitando suas mentes, para evitar muitas doenças degenerativas que podem trazer consequências imprevisíveis nessa fase da vida. Ter uma vida saudável, com a prática de exercícios físicos e mentais, também são importantes para todos, e ainda muito mais para aqueles que estão na melhor idade.

Como os pais devem ensinar a matemática e se comportar diante dos filhos e das crianças menores!
Quando exercitamos a mente das crianças em idade infantil, certamente estaremos estimulando a criatividade e a possibilidade dessas crianças gostarem e se interessarem pelos números e operações matemáticas. Deixamos claro que devemos introduzir os conhecimentos matemáticos, de acordo com a idade das crianças, por isso para as crianças menores, inclusive os bebes devem ser estimulados pelas mães e tutores, com brincadeiras e brinquedos que facilitem introduzir noções numéricas, de espaço e contagem. O comportamento dos pais nessa idade e fase de aprendizado é fundamental para o gosto e interesse das crianças nesse tipo de conhecimento. Esteja certo de que aprendemos desde o dia em que nascemos, claro que de formas diferentes. Por exemplo, começar contando nos dedos, depois distribuindo e dividindo os brinquedos, contando as moedas e as mesadas, usando aquele famoso porquinho para poupar e juntar uma certa quantia até que possa comprar uma boneca, um carrinho, etc. Se procurar vai encontrar muitas formas para estimular as crianças no aprendizado infantil de matemática, sendo que por exemplo podemos usar estratégias bem simples e que estimulam esse tipo de conhecimento inicial. Os bebês são até mais inteligentes do que pensamos. Eles podem aprender tudo, desde que recebam as informações e os estímulos necessários e da forma correta, sem que sejam forçados desnecessariamente.  
A Matemática é uma linguagem natural que usamos no cotidiano e nunca deve ser tratada com desprezo e ojeriza. Ela faz parte integrante do desenvolvimento do pensamento lógico, assim como da descoberta das relações entre fatos e fenômenos observados no dia a dia da vida e das pessoas. Na medida que ensinamos esses fatos e evidências as nossas crianças crianças, elas vão entender e poderão ordená-los e descobrir as relações das coisas e das realidades vivenciadas no mundo. Talvez isso explique porque muitas pessoas em idade adulta ou adolescentes gostem ou não dessa importante disciplina escolar. Talvez aquele adolescente ou estudante com maiores dificuldades não tenha sido estimulado adequadamente nessa fase de aprendizado. Se a criança escuta e percebe que os adultos não gostam de matemática, afirmando ser uma disciplina chata e difícil, certamente também vão odiar esse tipo de conhecimento e dificultar seu aprendizado. 

Mas será mesmo possível estudar e aprender sozinho esse tipo de conhecimento?

Desde que você se interesse e busque soluções de aprendizado, tais como avaliar como tem sido a absorção dos conteúdos, o aprendizado fica mais otimizado. No entanto, sabemos que muitas pessoas querem aprender, mas nada fazem, ou não se esforçam para isso acontecer. Se passarmos por cima dos conteúdos elementares básicos e almejarmos aprender as operações mais complexas e complicadas, pulando etapas, certamente não vamos entender e muito menos aprender e absorver essa ou qualquer outra disciplina que exija noções básicas de entendimento.

Para facilitar o entendimento, o leitor vai encontrar nesse blog uma quantidade boa de artigos muito bem elaborados, abordando as operações básicas, as regra de sinais, entre muitos outros ensinamentos que certamente vão ajudar a todos no entendimento elementar desse tipo de aprendizado.



CONCLUSÃO!!! 






Na nossa modesta opinião, ninguém aprende sem esforço e muita dedicação, ou já nasce sabendo, estamos o tempo todo aprendendo. Esse aprendizado, seja escolar ou mesmo na vida, começa desde que nascemos e certamente sabemos que alguns tem maiores dificuldades, enquanto que outros não, e isso foi muito bem explicado nesse artigo. Quando almejamos aprender alguma coisa, temos que nos dedicar estudando, buscando informações, conversando com pessoas mais experientes que dominem o tema ou aquilo que queremos estudar e nos inteirar.

Mas, quando focamos o aprendizado escolar, sempre há tempo para começar a estudar e aprender. Existe aquelas pessoas e alunos que aprendem simplesmente ouvindo o que o professor fala, mas esses são raros, enquanto que a grande maioria precisa se dedicar um pouco mais, realizando atividades mais elaboradas para fixar os conteúdos. Reafirmamos que sem esforço e dedicação, não vamos a lugar nenhum. Então, trace um planejamento de estudos, reunindo os materiais, apostilas, livros, consultando sites educativos para facilitar o aprendizado e certamente vai colher bons frutos para buscar o conhecimento e entender essa importante disciplina escolar.

Espero que tenham gostado do artigo e que compartilhe com seus amigos e pares para que esse conhecimento possa chegar e quem sabe ajudar um número grande de pessoas. Para isso, sugerimos ao leitor que use o atalho para as redes sociais que estão presentes ao final do texto.

Se você ainda não é nosso seguidor, aproveite para se cadastrar agora, e assim, além de receber todos nossos artigos gratuitamente, ainda estará nos ajudando na consolidação e crescimento desse importante espaço de aprendizado e de estudos.

Finalizando, agradecemos a todos pela visita e apoio. Muito obrigado!
A Matemática Aqui é Simples e Descomplicada!





quinta-feira, 29 de março de 2018

Você Conhece os Mistérios dos Números Primos?

Qualquer estudante mais atento já sabe identificar os números primos, ou seja são aqueles números naturais maiores que um e que são divisíveis apenas por ele mesmo e pela unidade. São eles: 2, 3, 5, 7, 11, 13, 17, 19, 23, 29, 31, 37, 41, 43, 47, 53, 59, 61, 67, 71, 73, 79, 83, 89, 97, ... A descoberta dos números primos foi imprescindível na Matemática, pois eles intitulam um princípio central na teoria dos números: o Teorema Fundamental da Aritmética. É claro que posteriormente surgiram os números negativos e essa teoria não fora aplicada pois surgiria quatro divisores e ainda teriam que mudar essa regra. Mas, isso não tem importância, pois os números primos teriam sido estudados antes da descoberta dos números negativos. 
De modo geral, existem muitos mistérios e enigmas matemáticos sobre os números que ainda estão sendo investigados e que aguçam a curiosidade dos pesquisadores, leigos e que muito nos intrigam. 

Quem nunca sonhou em jogar na loteria de números e quem sabe ganhar um valioso prêmio e dessa forma encontrar a tão sonhada independência financeira. Os números estão relacionados com dinheiro, com a matemática, música, com a sorte, representando inclusive o azar e até com a felicidade e são muito estudados mistica e cientificamente. São vários os mistérios que envolvem essa classe de números que recebeu o nome de números primos devido relações bem específicas.

Reafirmamos que os números primos são aqueles que são divisíveis somente por eles mesmos e por 1. E, ainda mais, que não existe nenhum número par (exceto o número 2) que pode ser considerado primo, evidentemente porque todos os pares podem ser divididos por 2. No entanto, 
por exemplo, sabemos que 3 é primo, e que o número 17 também é primo, porque não tem como dividir eles por qualquer outro número além deles mesmos e pela unidade. Sabemos que os números primos são infinitos, mas explicar porque eles também são misteriosos e fascinantes é um fato curioso que desperta o interesse e a curiosidade de muitos matemáticos, e estudiosos como nós, que adoramos os números e suas relações e características inerentes.

Não existe até hoje nenhuma fórmula eficaz que seja capaz de agrupar todos os primos. Tampouco é possível prever quando o próximo primo vai aparecer, às vezes eles estão separados por mais de mil números e às vezes eles estão separados apenas por um número, e esses ficarão conhecidos como números primos gêmeos. Mas, estamos ainda totalmente perdidos, e para nós parece que eles se comportam de modo totalmente aleatório.


Um desses mistérios que envolve a matemática são os números primos e sua relação com a harmônia musical. Sabe-se que um dos maiores problemas da matemática, que culminou, em meados do século XIX, com uma hipótese do alemão Bernhard Riemann; em que era possível haver harmonia entre os números primos, semelhante a uma harmonia musical. Buscar uma solução e uma explicação plausível para esse caso é um trabalho que muitos buscam ao longo de muitos anos. Reafirmamos que os mistérios da Matemática sempre motivaram os simpatizantes, alunos e professores desde os tempos remotos e ainda hoje, sabe-se que existe muito a ser desvendado, quando pensamos e observamos o comportamento dos números, das leis físicas que regem o universo, a vida no espaço, como o surgimento dos buracos negros no espaço, a descoberta de novos planetas a serem explorados, inclusive  outras questões citadas nos diversos paradoxos matemáticos. Esses enigmas e mistérios fazem com que esse nobre campo da ciência floresça e se desenvolva pois quando os pesquisadores e matemáticos em suas pesquisas, na ânsia de solucionar tais problemas, quase sempre acabam descobrindo novos conhecimentos, teorias e conceitos em seus estudos, contribuindo para o crescimento e desenvolvimento da ciência de um modo geral. 
Você sabia que existe um mistério intrigante envolvendo os números primos relacionado com a harmonia musical e que passou a ser considerado o maior problema matemático de todos os tempos. Sabe-se que no século XIX, o alemão Bernhard Riemann formulou uma hipótese que diz: "é possível uma harmonia entre esses números primos, à semelhança da harmonia musical". A partir de então, as mentes pensantes mais entusiastas e os estudiosos da matemática começaram procurar uma resposta que desvendasse esse enigma e que parece não ter fim. Atualmente, estipulou-se o prêmio de um milhão de dólares para quem provar essa hipótese.
Desde que Euclides, considerado por muitos um dos maiores matemáticos do mundo e pesquisador de todos os tempos se envolveu em decifrar muitos mistérios dessa nobre ciência, nunca desde aquela época até hoje, ocorreu um envolvimento tão grande e intrigante sobre essa questão específica e que vem ganhando destaque nos meios científicos, notadamente da matemática para ser desvendado ou ser solucionado. 
Muitas vezes observamos que os números notadamente aqueles que são representados por frações como 1/8 (um oitavo) e seus tempos, evidentemente estão relacionados também com a música. São frações estudadas pela matemática, mas que também são números usados na escalas e nas harmônias das músicas representando intervalos, frações de tempos e espaços que são conceitos muito importantes para marcar notas e melodias, e que estão presentes em muitas canções que conhecemos e admiramos. Lá na antiguidade, sabemos que os matemáticos utilizavam razões, médias harmônicas e aritméticas para construir escalas musicais. Atualmente qualquer pessoa que estudar a teoria musical notará facilmente que há uma grande relação entre a música e a matemática, pois é necessário ter o conhecimento de frações até mesmo para solfejar e ter domínio das escalas musicais. 

Pensamos que os números primos e seu comportamento envolvendo a harmônia musical deve ser mais estudado para a evolução e desenvolvimento desses conceitos científicos.

Conclusão!





Na nossa modesta visão, a matemática sempre esteve presente em vários outros ramos do conhecimento, tais como arquitetura, física, engenharia, medicina, inclusive na música, envolvendo conhecimentos específicos.  

Quando falamos em harmônia presente na música, ela se refere aos padrões presentes nas escalas musicais, no estudo dos ritmos, entre outros conceitos inerentes. Os mais variados ritmos musicais conhecidos agradam nossos ouvidos pela harmônia que agregam deixando o ambiente mais festivo e alegre. Sabe-se que o movimento dos ritmos descrevem padrões que se repetem para dar sonoridade e harmônia musical que podem ser melhor estudadas pela matemática. E, isso envolve as frações, os números primos, associados com as séries numéricas, entre outros conhecimentos que vale a pena o leitor pesquisar e se inteirar. Em nosso blog temos outros artigos envolvendo o tema que aconselhamos a leitura e estudo. 

Espero que tenham gostado do artigo e que o compartilhe com todos seus amigos e pares. Para isso, sugerimos que use os atalhos para as redes sociais que estão presentes ao final do texto. Se preferir divulgue nosso endereço aos mesmos para que o conhecimento circule e possa atingir o maior número de pessoas em suas pesquisas e estudos.

Caso tenha ficado alguma dúvida ou questionamento e ela estiver ao nosso alcance, deixe um comentário que teremos o maior prazer em elucidar.

Sem mais, agradecemos ao leitor pela visita e apoio. Muito obrigado!
A Matemática Aqui é Simples e Descomplicada!
    




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...